Back to All Events

25 – Quinta-feira – Mistérios Luminosos

Saudação inicial

A – Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo.
T – Amen.
A – Louvado seja Nosso Senhor Jesus Cristo
P – para sempre seja louvado com sua Mãe, 
Maria Santíssima.

Responsório do Centenário das Aparições

A – Em Fátima, há cem anos, a Mãe de Jesus
apareceu aos Pastorinhos Lúcia, Francisco e Jacinta.
T – que todos acreditem | que Vossemecê nos aparece. 
A – Nossa Senhora disse: 
Não tenhais medo! Eu não vos faço mal!
T – que todos acreditem | que Vossemecê nos aparece. 
A – Lúcia perguntou: De onde é Vossemecê?
T – que todos acreditem | que Vossemecê nos aparece. 
A – Nossa Senhora respondeu: Sou do Céu.
T – que todos acreditem | que Vossemecê nos aparece. 
A – E Lúcia perguntou: E que é que Vossemecê me quer?
T – que todos acreditem | que Vossemecê nos aparece. 
A – Nossa Senhora respondeu: Rezem o Terço todos os dias,
para alcançar a paz no mundo.
T – que todos acreditem | que Vossemecê nos aparece. 
A – Nossa Senhora disse: 
Não desanimes. Eu nunca te deixarei.
T – que todos acreditem | que Vossemecê nos aparece. 
A – Nossa Senhora disse: O meu Imaculado Coração
será o teu refúgio e o caminho que te conduzirá até Deus.
T – que todos acreditem | que Vossemecê nos aparece. 
A – Ave-Maria…
T – Santa Maria…
A – Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo
T – como era no princípio, agora e sempre. Amen.

Diz-nos o Papa Francisco

O Evangelho apresenta-nos o milagre da multiplicação dos pães e dos peixes (cf. Mt 14,13-21). Jesus realizou-o na margem do lago da Galileia. Foi seguido e alcançado por numerosas pessoas; e vendo-as, Jesus sentiu compaixão por elas e curou os doentes até à noite. A compaixão. Diante da multidão que o segue Jesus reage com um sentimento de compaixão. Mas prestemos atenção: compaixão, aquilo que Jesus sente não é simplesmente sentir piedade; é algo mais! Significa com-padecer-se, ou seja, identificar-se com o sofrimento alheio, a ponto de o carregar sobre si. Assim é Jesus: sofre juntamente com cada um de nós, padece por nós. E o sinal desta compaixão são as numerosas curas por Ele levadas a cabo. Jesus ensina-nos a antepor as necessidades dos pobres às nossas. 
Vê-se isto no gesto de Jesus, que «abençoou» (v. 19) antes de partir os pães e de os distribuir à multidão. É o mesmo que fará Jesus na última Ceia, quando instituirá o memorial perpétuo do seu Sacrifício redentor. Na Eucaristia, Jesus não oferece um pão, mas o pão de vida eterna, doa-se a Si mesmo, oferecendo-se ao Pai por amor a nós. Contudo, nós devemos frequentar a Eucaristia com os sentimentos de Jesus, ou seja, com a compaixão e com a vontade de compartilhar. Quem se aproxima da Eucaristia sem ter compaixão pelos necessitados e sem compartilhar, não se sente bem com Jesus.
Compaixão, partilha, Eucaristia. Eis o caminho que Jesus nos indica neste Evangelho. Um caminho que nos leva a enfrentar as necessidades deste mundo com fraternidade, mas que também nos conduz mais além desta terra, porque começa em Deus Pai e para Ele retorna. Que a Virgem Maria, Mãe da Providência Divina, nos acompanhe ao longo desta vereda.
Angelus
Praça de São Pedro, 3 de agosto de 2014

Momento de Silêncio

Meditação bíblica e recitação dos Mistérios do Rosário

1.º Mistério | O batismo de Jesus no Rio Jordão
“É que todos vós sois filhos de Deus em Cristo Jesus, mediante a fé; pois todos os que fostes batizados em Cristo, revestistes-vos de Cristo mediante a fé”. (Gl 3,26-27)

2.º Mistério | A revelação de Jesus nas Bodas de Caná
“Em Caná da Galileia, Jesus realizou o primeiro dos seus sinais miraculosos, com o qual manifestou a sua glória, e os discípulos creram nele”. (Jo 2,11)

3.º Mistério | O anúncio do Reino de Deus com o convite à conversão
“Vós sois o sal da terra. Vós sois a luz do mundo. Assim brilhe a vossa luz diante dos homens, de modo que, vendo as vossas boas obras, glorifiquem o vosso Pai, que está no Céu”. (Mt 5,13-14.16)

4.º Mistério | A transfiguração do Senhor
“E da nuvem veio uma voz que disse: «Este é o meu Filho predileto, escutai-o»”. (Lc 9,35)

5.º Mistério | A instituição da Eucaristia
“Compreendeis o que vos fiz? Ora, se Eu, o Senhor e o Mestre, vos lavei os pés, também vós deveis lavar os pés uns aos outros”. (Jo 13,13-14)

Depois: três Ave-Marias (intenções de Fátima)
•    Pela paz no mundo, Ave-Maria...
•    Pela conversão dos pecadores, Ave-Maria...
•    Pelo Papa Francisco, Ave-Maria...

Diz-nos o Papa Francisco

Maria dá-nos a possibilidade de compreender o que significa ser discípulos de Cristo. Ela aprendeu a fazer-Se discípula. Na sua fé, vemos como abrir a porta do nosso coração para obedecer a Deus; na sua abnegação, descobrimos quão atentos devemos estar às necessidades dos outros; nas suas lágrimas, encontramos a força para consolar aqueles que estão mergulhados na tribulação. Em cada um destes momentos, Maria exprime a riqueza da misericórdia divina, que vem em ajuda de cada um nas suas necessidades diárias.
Invoquemos a nossa terna Mãe do Céu com a certeza de sermos socorridos pela sua materna misericórdia, para que Ela, «gloriosa e bendita», nos possa servir de proteção, ajuda e bênção durante todos os dias da nossa vida.
Meditação na Vigília Mariana do Jubileu da Misericórdia
Praça de São Pedro, 8 de outubro de 2016


E concluamos a nossa oração, 
rezando com as palavras do Papa Francisco 

Maria, Mulher da escuta, abre os nossos ouvidos; 
faz com que saibamos ouvir a Palavra do teu Filho Jesus, 
faz com que saibamos ouvir a realidade em que vivemos, 
cada pessoa que encontramos, 
especialmente quem é pobre e necessitado, 
quem se encontra em dificuldade.
Ilumina a nossa mente e o nosso coração. 
Faz com que as nossas mãos e os nossos pés
se movam «apressadamente» rumo aos outros, 
para levar a caridade e o amor do teu Filho Jesus, 
para levar ao mundo, como tu, a luz do Evangelho. 
Amen!
Oração a Maria no final da recitação do Santo Rosário
Praça de São Pedro, 31 de maio de 2013

Conclusão

A – Nossa Senhora do Rosário de Fátima,
T – Rogai por nós.
A – Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo.
T – Amen.
A – Louvado seja Nosso Senhor Jesus Cristo
T – para sempre seja louvado com sua Mãe, 
Maria Santíssima.
A – Bendigamos ao Senhor. Aleluia.
T – Graças a Deus. Aleluia.