Back to All Events

9 de maio – Terça-feira – Mistérios Dolorosos

Saudação inicial

A – Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo.
T – Amen.
A – Louvado seja Nosso Senhor Jesus Cristo
P – para sempre seja louvado com sua Mãe, 
Maria Santíssima.

Responsório do Centenário das Aparições

A – Em Fátima, há cem anos, a Mãe de Jesus
apareceu aos Pastorinhos Lúcia, Francisco e Jacinta.
T – que todos acreditem | que Vossemecê nos aparece. 
A – Nossa Senhora disse: 
Não tenhais medo! Eu não vos faço mal!
T – que todos acreditem | que Vossemecê nos aparece. 
A – Lúcia perguntou: De onde é Vossemecê?
T – que todos acreditem | que Vossemecê nos aparece. 
A – Nossa Senhora respondeu: Sou do Céu.
T – que todos acreditem | que Vossemecê nos aparece. 
A – E Lúcia perguntou: E que é que Vossemecê me quer?
T – que todos acreditem | que Vossemecê nos aparece. 
A – Nossa Senhora respondeu: Rezem o Terço todos os dias,
para alcançar a paz no mundo.
T – que todos acreditem | que Vossemecê nos aparece. 
A – Nossa Senhora disse: 
Não desanimes. Eu nunca te deixarei.
T – que todos acreditem | que Vossemecê nos aparece. 
A – Nossa Senhora disse: O meu Imaculado Coração
será o teu refúgio e o caminho que te conduzirá até Deus.
T – que todos acreditem | que Vossemecê nos aparece. 
A – Ave-Maria…
T – Santa Maria…
A – Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo
T – como era no princípio, agora e sempre. Amen.

Diz-nos o Papa Francisco

A narração da morte de Jesus e a do sepulcro vazio representa o ápice de todo esse caminho: é o acontecimento da Ressurreição, que corresponde à longa busca do povo de Deus, à procura de cada homem e de toda a humanidade.
Cada um de nós é convidado a entrar neste acontecimento. Somos chamados a estar primeiro diante da Cruz de Cristo, como Maria, como as mulheres, como o centurião; a ouvir o clamor de Jesus, o seu último suspiro, e finalmente o silêncio; aquele silêncio que se prolonga durante todo o sábado. Depois, somos chamados a ir ao túmulo, para ver que a grande pedra foi removida; para ouvir o anúncio: «Ele ressuscitou, já não está aqui» (Mc 16,6). Aqui está a resposta. Aqui está o fundamento, a rocha. Não em «persuasivos discursos de sapiência», mas na palavra viva da Cruz e da Ressurreição de Jesus.
É o que prega o apóstolo Paulo: Jesus Cristo crucificado e ressuscitado. Se Ele não ressuscitou, a nossa fé é vazia e inconsistente. Mas dado que Ele ressuscitou, aliás, Ele é a Ressurreição, então a nossa fé está repleta de verdade e vida eterna.
E juntamente com o olhar do Pai celestial há também aquele da Mãe, que intercede. Juntamente com os fiéis que serviram aqui na terra, que eles possam gozar da alegria da nova Jerusalém.
Homilia da Missa de sufrágio
Basílica Vaticana, Altar da Cátedra, 3 de novembro de 2014

Momento de Silêncio

Meditação bíblica e recitação dos Mistérios do Rosário

1.º Mistério | A agonia de Jesus no Jardim das Oliveiras
“Jesus disse-lhes: «Por que dormis? Levantai-vos e orai para que não entreis em tentação»”. (Lc 22,46)

2.º Mistério | A flagelação do Senhor
“Pois também o Filho do Homem não veio para ser servido, mas para servir e dar a sua vida em resgate por todos”. (Mc 10,45)

3.º Mistério | A coroação de espinhos
“Jesus dizia: «Perdoa-lhes, Pai, porque não sabem o que fazem»”. (Lc 23,34)

4.º Mistério | Jesus a caminho do Calvário e o encontro com sua Mãe
“Jesus voltou-se para elas e disse-lhes: «Filhas de Jerusalém, não choreis por mim, chorai antes por vós mesmas e pelos vossos filhos»”. (Lc 23,28)

5.º Mistério | A crucificação e morte de Jesus
“Jesus disse à mãe: «Mulher, eis o teu filho!» Depois disse ao discípulo: «Eis a tua mãe!» (Jo 19,26-27)

Depois: três Ave-Marias (intenções de Fátima)
•    Pela paz no mundo, Ave-Maria...
•    Pela conversão dos pecadores, Ave-Maria...
•    Pelo Papa Francisco, Ave-Maria...

Diz-nos o Papa Francisco
A força do amor transforma o sofrimento na certeza da vitória de Cristo e da nossa vitória, com Ele, e na esperança de que um dia estaremos juntos de novo e contemplaremos para sempre o rosto da Trindade Santíssima, fonte eterna da vida e do amor.
Junto de cada cruz, está sempre a Mãe de Jesus. Com o seu manto, Ela enxuga as nossas lágrimas. Com a sua mão, faz-nos levantar e acompanha-nos pelo caminho da esperança.
Meditação na Vigília de Oração “Para enxugar as lágrimas”, 
no Jubileu da Misericórdia
Basílica Vaticana, 5 de maio de 2016

E concluamos a nossa oração, 
rezando com as palavras do Papa Francisco

Maria, hoje queremos dizer-te: 
Mãe, dirige-nos o teu olhar! 
O teu olhar leva-nos para Deus, 
o teu olhar é uma dádiva do Pai bom, 
que nos espera em cada encruzilhada do nosso caminho, 
é um dom de Jesus Cristo na Cruz, 
que carrega sobre os ombros os nossos sofrimentos, 
as nossas dificuldades, o nosso pecado. 
Mãe, dirige-nos o teu olhar! Amen.
Homilia da Missa no Santuário de Nossa Senhora da Bonária, 
Cagliari, 22 de setembro de 2013

Conclusão

A – Nossa Senhora do Rosário de Fátima,
T – Rogai por nós.
A – Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo.
T – Amen.
A – Louvado seja Nosso Senhor Jesus Cristo
T – para sempre seja louvado com sua Mãe, 
Maria Santíssima.
A – Bendigamos ao Senhor. Aleluia.
T – Graças a Deus. Aleluia.